quinta-feira, 18 de março de 2010

O testemunho dos livros

Jorge Adelar Finatto



Os livros que nos acompanham pela vida são testemunhas da nossa história. De certa forma, somos feitos dos livros que lemos, e eles fazem parte do nosso ser.

O tecido das manhãs com que foi escrito Vagamundo ainda está presente nas suas páginas. O pequeno/grande livro está na minha estante há muitos anos, mas parece que chegou na semana passada. Difícil descrever o que senti ao ler os contos do volume de 96 páginas do uruguaio Eduardo Galeano. São contos, mas também podem ser chamados poemas. É uma dessas obras inesquecíveis.

Na parte interna da orelha esquerda, o registro do tempo em que o comprei: setembro de 1978. Um pedaço de mim está nesse livro como está nas páginas de tantos outros que me ajudaram a respirar naquele período sufocante, num país doente, num continente afundado em ditaduras, inclusive a de Cuba, que muitos de nós, naquele momento, víamos com outro olhar. Achávamos o sistema cubano justo e necessário.

Um engano, entre tantos, olhando com olhos de hoje. A ditadura cubana, que é uma tirania, está no poder desde 1959. O país não tem liberdade, a pobreza vive nas casas e nas ruas, e as pessoas que procuram mudar a realidade eram presas ou mortas, como no recente caso do dissidente político Orlando Zapata Tamayo, que morreu após 85 dias de greve de fome.

De qualquer modo, escritores como Eduardo Galeano alimentaram e alimentam nosso sonho e nosso ideal de uma sociedade mais humana, democrática e muito mais justa. Isto é inspirador em qualquer época, independente de nossos enganos.
 
_________

Vagamundo, Eduardo Galeano. Editora Paz e Terra, tradução de Eric Nepomuceno, 2ª edição, Rio de Janeiro, 1977. Com texto de apresentação de Otto Maria Carpeaux.
 

2 comentários:

  1. Pousar por instantes/minha alma/na estante
    /onde amigos me esperam.//
    Sem desespero/comunicam-se/e eu os decifro.
    Nos livros/solidão é ficção.//
    A realidade/na verdade/tem olhos vendados.

    Abraço.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir