sábado, 11 de fevereiro de 2012

Pietá com véu

Jorge Adelar Finatto


photo: Samuel Aranda. Prêmio World Press Photo 2011


A dor humana não tem fim.
A mulher recolhe em seus braços o corpo do homem que sofre.
Pietá moderna, o véu encobre-lhe a face, mas não esconde o gesto.
Mãos de zelo e carinho amparam o sangue e a lágrima.
Tudo explode ao redor.
Esses braços re-velam a proteção consoladora, a redenção do amor humano.
O resgate da urgente ternura, templo da compaixão.
O que essas mãos salvam está muito além do que as palavras podem.
O véu já não oculta, vela.


____________________

Texto inspirado na fotografia do espanhol Samuel Aranda.
Aranda é o vencedor do World Press Photo 2011, divulgado na sexta-feira, 10/02. Mais importante concurso mundial de fotojornalismo, a imagem escolhida foi a de uma mulher de véu integral a abraçar homem ferido durante a revolta popular no Iêmen. O resultado foi anunciado em Amsterdam pelos organizadores do evento. A  fotografia foi escolhida entre mais de 100 mil. Na edição, foram analisados  trabalhos de 5.247 profissionais de 124 países.
Fontes: Agência Lusa e jornal Expresso, Portugal.

2 comentários:

  1. Poesia também fala da dor & da sombra humana. Divulguei este no Facebook. Bom carnaval!

    Abraço.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir
  2. Um grande obrigado, amigo Ricardo, por mais essa.

    Forte abraço.

    JF

    ResponderExcluir