segunda-feira, 30 de março de 2015

Deixai livres as crianças

Jorge Adelar Finatto

photo: jfinatto
 
As crianças são como os anjos: podem voar por aí, correr e brincar sobre as nuvens, porque carregam no coração a força da inocência e da bondade. Se para os grandes não existe salvação, para as crianças todas as portas e janelas do céu estão abertas.
 
O mundo faz tudo que pode para cortar as asas da infância. Os adultos, com seus maus modos e sua rematada ignorância afetiva e espiritual, querem a todo custo arrancar das crianças a capacidade de ser livres e de sonhar. Esse é um dos piores crimes que se perpetram contra o ser humano.
 
Mercê dessa violência, alguns que, em pequenos, foram angélicos transformam-se com os anos em seres monstruosos. Alguma dúvida? Olhemos as manchetes dos jornais. A fábrica de verdugos e assassinos está funcionando a pleno vapor.
 
Por isso, uma sugestão a todos os que foram criança um dia: não se deixem amedrontar e violentar pelos porta-vozes da escuridão e pelos emissários da morte.
 
A criança que vive em nós viverá enquanto não desistirmos dela e não permitirmos que a matem.
 
Salvemos as nossas crianças. Salvemo-nos. A resistência será a nossa salvação.
 

2 comentários:

  1. "é ainda por amor à criança que devemos educar adolescentes e adultos"
    Lema da CEAA, Campanha de Educação de Adolescentes e adultos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado. Sem educação não tem solução. Rima e é verdade. Abraço.

      Excluir