sábado, 2 de maio de 2015

O sino, a solidão, o vento

Jorge Adelar Finatto
 
photo: jfinatto


Lá fora canta
o sino de bambu
açoitado
pelo vento.

Aqui dentro
a solidão
toca
seu instrumento.
 

2 comentários:

  1. Lindíssimo! Aplausos pela obra, Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Neusa, pela presença e pelo estímulo. Um grande abraço!

      Excluir