sábado, 13 de setembro de 2014

Van Gogh Museum e o poema inspirado em Van Gogh

Jorge Adelar Finatto

Clicar sobre a imagem

ONTEM, sexta-feira, a página de facebook do Museu Van Gogh, de Amsterdam, publicou o meu poema Composição, que tem Van Gogh como personagem. O texto é uma homenagem e uma afirmação de amor à arte. 
 
O museu não só publicou o poema como o ilustrou com uma linda pintura do mestre holandês que eu não conhecia!* Composição faz parte do livro O Fazedor de Auroras, publicado pelo Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul em 1990.
 
Foi, como podem imaginar, uma gratíssima surpresa e uma cálida emoção para este bardo discreto que habita tão longe da Holanda, nos Campos de Cima do Esquecimento. Quem ama Van Gogh como eu deve visitar um dia o belo Van Gogh Museum, que reúne o acervo mais completo e impressionante do genial artista.
 
Espero retornar em breve para uma visita de pelo menos dois dias e para agradecer pessoalmente. O atendimento é excelente e tudo é muito bom, inclusive o café e a loja de souvenirs.
 
Por força da publicação do poema na página do museu, em poucas horas o texto passou a ocupar o primeiro lugar entre os mais lidos aqui no blog. Quem quiser conferir, este é o link:
 
*Trata-se da obra Jardin de Saint-Paul-de-Mausole, de 1889, que retrata o jardim do hospital onde esteve entre maio de 1889 e maio de 1890, em períodos intermitentes, e no qual possuía um ateliê. A imagem reflete a visão desde a janela deste.
 

6 comentários:

  1. É sempre assim: Quando se espera algo ardentemente pelo que se fez, não vem nada!
    Já o inesperado sempre nos causa gratíssimas surpresas.
    Seria o caso de parafrasear o Mestre da Compaixão: BEM AVENTURADOS os que nada esperam porque não serão decepcionados.
    Parabéns, Jorge, a tua alegria e a nossa alegria
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Caro Atapoã. Van Gogh é um grande exemplo do quanto um artista pode ser incompreendido e desprezado no seu tempo. Passou miseravelmente pelo mundo. Não foi amado, a não ser pelo irmão Theo. Não teve nada de seu, a não ser a arte. Deu à humanidade uma obra única. Mas a que preço! Deus falou através dele. Um grande abraço.

      Excluir
    2. Apesar de tudo isso ainda teve paciência para dizer: "Sofrer sem se queixar é a única lição que se deve aprender nesta vida."

      Excluir
    3. Caro Amigo. E é inacreditável que ele tenha produzido mais de 800 obras num período de cerca de 10 anos, e tenha vivido apenas até os 37.

      Excluir
  2. Orgulho. Mais que merecida a publicação.
    Arrasando, como sempre, Jorge.
    Beijo,
    Bruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um poema ilustrado por Van Gogh é um encontro maravilhoso. Obrigado, Bruna.

      Excluir